Isca!

En destaque

[Video] #empaperem Galiza. Votar no és cap delicte!

 

.

No próximo dia 1 de Outubro, o povo da Catalunha está chamado a votar para decidir o seu futuro.

Um acto tam democrático e pacífico como este supom para o regime espanhol de 1978 o maior e mais doloroso ataque, porque questiona um dos piares fundamentais da sua estrutura, a unidade indivisível da Espanha. Este conceito foi introduzido na Constituiçom da reforma post-franquista directamente desde os quarteis do Exército. Garantir a sua preservaçom foi o último desejo que o ditador Franco transmitiu ao seu sucessor Juan Carlos I, dado que a unidade de Espanha, que supom o domínio dos diferentes povos que componhem o Estado, garante a coesom do sistema capitalista espanhol, inserido na UE e na OTAN, sendo fundamental para que a oligarquia que o dirige mantenha a sua posiçom de benefício.

É por todo isto que o regime reage activando todas as suas defesas, todos os seus mecanismos de repressom. E fai-no como nom se tinha visto até agora: deslocamento massivo de forças policiais ao território “rebelde”, censura de sites web, violaçom do segredo de correspondência, retençom de revistas, arresto de membros do governo catalão, extorsom financeira, ameaça de arresto a mais de 700 alcaldes eleitos, suspensom do autogoverno da Catalunha de maneira ilegal, repressom nas ruas e agressons fascistas. O sistema post-franquista está preocpuado e, ante a ferida, revela o seu carácter profundamente violento e antidemocrático.

De Isca nom podemos senom transmitir a nossa força, o nosso carinho e o nosso apoio ao povo catalám, confiantes em que a sua revolta é imparável. E é imparável porque é popular, porque o povo catalám há tempo que decidiu ser livre para rachar com o regime e organizar-se em República. Nom há fiscalia nem tribunal que seja quem de impedir a vontade dum povo unido.

Por uma República Catalá livre, socialista e nom patriarcal, visca la terra lliure!

El 1 d’Octubre, votareu!

Difunde!